segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Bestas à deriva


Theo Jansen tinha que ser mencionado neste blog um dia.

O que me faz acompanhar e revisitar constantemente a obra de Jansen é o facto de a mesma não se enquadrar nos parâmetros típicos da arte, do Design ou da engenharia. Eu diria que se trata de algo que se desenvolve ao lado de tudo isso (ou acima).

Os mecanismos que fazem mover as criaturas de Jansen são brilhantemente low tech e no entanto não se pode negar que se trata da mais pura inovação. Quem acredita que a simplicidade aproxima a obra da perfeição terá que concordar que este criador está no caminho certo.

Brevemente veremos máquinas com pernas de Strandbeest em vez de rodas, duvidam?

Tudo explicado aqui.

Theo Jansen na TED.

Sem comentários:

Enviar um comentário